17 de julho de 2015

A Esquerda, o Estado e a Teologia: Breves considerações

por Danilo Moraes

Nietzsche há tempos já divinizou a vítima, sua consideração pelo fraco é a moral dos escravos. Transformou o amor a indigência pela indigência em ideologia de vitimização universal, onde existem somente aflitos e nunca culpados.

Para que a esquerda, a teologia da libertação e certos aspectos da missão integral se tornem inocentes, é preciso culpar a direita, a teologia ocidental e qualquer forma de missão vinda da América do Norte.

Este infantilismo de pseudo-desesperados que exigem direitos e privilégios; querem impor ao conjunto do mundo político e religioso o ponto de vista dos desfavorecidos.

Pergunto: Para que se insurgir se é para se tornar pior? Historicamente tem sido demonstrado que os movimentos de libertação se tornaram os novos exploradores!