23 de julho de 2013

Gleason L. Archer - Esboço de Números

O título hebraico deste Livro é Bemidbãr (“no deserto de”),
tirado do primeiro versículo: “...falou o SENHOR a Moisés, no
deserto de Sinai..A LXX dá o nome Arithmoi, ou “Números”
por causa do destaque dado aos números de censo no Livro. Ape-
sar disto, o título hebraico é bem apropriado ao tema geral: Israel
sendo treinado por Deus no deserto. A narrativa histórica ocupa
mais espaço neste Livro do que no caso de Levítico ou Deutero-
nômio, e o período de anos que cobre é maior (quarenta anos
de disciplina) do que em outros Livros do Pentateuco (excluindo-
se Gênesis).


Esboço de Números

I. Preparação para a Viagem do Sinai, 1:1 — 10:10.

A. Censo do exército e distribuição das posições da marcha,
1:1 — 2:34.
B. A enumeração dos levitas, e a descrição dos seus deve-
res, 3:1 — 4:49.
C. A impureza é excluída do acampamento: leis da lepra;
restituição por danos causados; julgamento de mulhe-
res acusadas de adultério, 5:1-31.
D. Nazireus (tipificando a vida dedicada); a bênção, 6:1-27.
E. Tesouros dedicados ao Tabernáculo pelas doze tribos,
7:1-89.
F. Os levitas santificados e instalados no seu ofício, 8:1-26.
G. Observância da primeira Páscoa anual, 9:1-14.
H. Seguindo a coluna de nuvens; os sinais das trombetas,
9:15 — 10:10. 

II. De Cades-Barnéia até as Planícies de Moabe, 15:1 — 21:35.
A. Leis de ofertas de manjares e ofertas pelo pecado; a
morte é castigo pela blasfêmia e pela violação do sábado;
as orlas das vestes, 15:1-41.
B. A rebelião de Coré e a validez do sacerdócio arônico,
16:1 — 17:13.
C. O relacionamento entre sacerdotes e levitas; sua única
propriedade em Canaã serão as ofertas e os dízimos,
18:1-32.
D. A água de purificação pela impureza, 19:1-22.
E. A morte de Miriã; a rocha ferida pela segunda vez;
Edom proíbe a passagem; a morte de Arão, 20:1-29.
F. A sétima murmuração do povo e a serpente de bronze;
a chegada em Moabe, 21:1-20.
G. As primeiras conquistas permanentes: a derrota de
Siom e de Ogue, 21:21-35.

III. O Encontro com os Moabitas e Balaão, 22:1 — 25:18.
A. Balaque contrata os serviços de Balaão, 22:1 — 25:18.
B. A tríplice bênção de Balaão, predizendo o triunfo de
Israel, 23:1 — 24:25.
C. O pecado de Baal-peor, 25:1-18.

IV. Preparativos para a Entrada de Canaã, 26:1 — 36:13.
A. Planos para a conquista e a divisão da terra, 26:1 —
27:23.
B. Leis sobre sacrifícios e votos, 28:1 — 30:16.
C. A vingança contra os midianitas, 31:1-54.
D. A Transjordânia é distribuída a Ruben, Gade e Manas-
sés, 32:1-42.
E. Resumo das viagens do Egito até Moabe, 33:1-56.
F. Planos para a divisão de Canaã, 34:1 — 36:13.

Fonte: ARCHER, Gleason L. Merece Confiança o Antigo Testamento? 4º ed. São Paulo : Vida Nova, 2003.